Skip to main content

Os​ ​7​ ​erros​ ​mais​ ​comuns​ ​de​ ​quem​ ​usa​ ​cheque​ ​e ​cartão​ ​de​ ​crédito

Aprender o bom uso do talão de cheque e do cartão de crédito evita muitos embaraços e dores de cabeça ao final do mês. Muitos brasileiros não sabem exatamente quanto gasta no cartão e cheque ou não fazem ideia dos juros cobrados, ou seja, boa parte ainda não sabe lidar com tais produtos ofertados pelas instituições financeiras.

Para você que adora fazer uma comprinha inocente porque a parcela cabe no orçamento apertado do próximo mês ou usa o cartão até o limite pedir socorro, listamos 7 erros de quem usa cheque e cartão para te ajudar nesse desafio que é organizar as contas e não fechar o mês no vermelho.

1- Não ter ideia de todas as taxas cobradas pelo uso do cartão ou cheque

No cartão de crédito, além do juros rotativo, alguns bancos podem te cobrar taxas para uso dos seguintes serviços: Anuidade, solicitação de segunda via, Saque nos terminais de autoatendimento, pagamento de contas de serviço e avaliação emergencial do limite de crédito.

Para o uso de cheque, grande parte das instituições não cobram nenhuma taxa para o fornecimento do primeiro talão. Porém, a depender do pacote de serviços contratado, você pode pagar dentre cheque sacados no guichê até desbloqueio de talão de cheques na agência.

2 – Não acompanhar o extrato da conta bancária

Determine um dia para conferência do seu dinheiro. A partir do momento em que você acompanha as movimentações bancárias, fica mais fácil de visualizar os próximos pagamentos e ajuda na programação do mês seguinte.

3- Se perder nas cobranças de débito automático

A facilidade que o pagamento automático das contas traz nem sempre compensa. Caso você não esteja acompanhando o extrato da sua conta, isso pode indicar descontrole financeiro, podendo ocorrer diversos problemas futuros.

4- Se perder na data de vencimento / compensação

Mais um indício de que sua vida financeira pode estar uma verdadeira bagunça. Todo atraso nas contas geram juros que podem comprometer sua saúde financeira.

Se o atraso for no pagamento do cartão de crédito, há a cobrança do juros de mora de até 2% do valor da fatura.

Se for na compensação do cheque, caso sua conta esteja sem dinheiro, ele pode ser devolvido e seu nome ser encaminhado para o Cadastro de Emitentes de Cheque sem Fundos – CCF.

5- Extrapolar o limite do cheque especial

Nossa! Acho que esse é um dos que mais dói no bolso. O cheque especial é um contrato automático que as instituições financeira fazem para que você tenha um dinheiro disponível sempre que ocorrer alguma emergência.

Além de você gasta um dinheiro não é seu, no mês seguinte ainda terá que arcar com a taxa de quase 40% do valor contratado. No ano, esse percentual chega a mais de 470,9%.

6- Comprar com o cheque/cartão quando ainda há contas vencidas/a pagar

Entenda: cartões de crédito e folhas de cheque não são a extensão do seu salário, nem da sua renda. Se você ganha apenas um salário mínimo, saiba que o seu limite financeiro é o valor que recebe mensalmente. Lembre-se:

7- Comprar com o cheque/cartão para se sentir melhor

Não deixe que a oniomania tome conta da sua vida. Compras compulsivas geralmente levam as pessoas a falência financeira porque contraem mais dívidas com supérfluos a fim de uma satisfação momentânea.

Não deixe que as emoções te domine na hora compra. Respire fundo e reavalie se o item a ser comprado realmente vale a pena.

E você, como está sua relação com esses produtos? Os 7 erros de quem usa cheque e cartão fazem parte do seu dia a dia? Já sabe como vai utilizá-los em 2017? Saiba mais em nosso post sobre as 10 Atitudes Inteligentes de quem vai iniciar 2017 sem dívidas.

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos





Compartilhe sua opinião com a gente

opiniões