Skip to main content
o que é alienação fiduciária

Entenda o que é alienação fiduciária e por que ela vale a pena

Quando pretendemos adquirir um novo imóvel, automóvel ou produto semelhante, é comum que a primeira coisa que passe pela nossa cabeça seja pedir um empréstimo, não é? Então, você precisa saber o que é alienação fiduciária para otimizar seus planos!

Existem várias formas de conseguir crédito no mercado financeiro, contudo, essa mesma variedade pode acabar confundindo o consumidor. Afinal, existem casos onde um tipo é mais vantajoso do que o outro e é preciso saber quando vale a pena!

Ficou interessado? Então tire de uma vez por todas as suas dúvidas sobre a alienação fiduciária e descubra as vantagens que essa opção de crédito traz!

O que é alienação fiduciária?

A alienação fiduciária é um tipo de tomada de crédito não muito conhecida pelos clientes que desejam um empréstimo. Trata-se de um contrato onde o bem, acordado no papel, é de uso do cliente, porém, fica no nome da instituição até quitar totalmente a dívida.

Essa é uma forma que o banco tem de se proteger contra eventuais calotes, pois, caso o usuário não cumpra com o combinado a instituição tomará o bem. Por ter uma garantia mais sólida, geralmente a alienação fiduciária possui taxas menores em relação a outros tipos de empréstimo.

A intenção de criar a alienação fiduciária foi tentar substituir a antiga hipoteca nos contratos envolvendo bens como garantia. A hipoteca possui um caminho muito burocrático, cansativo e cheio de procedimentos judiciais para ambas as partes.

Como funciona a alienação fiduciária?

O contrato de alienação fiduciária é similar ao de outros empréstimos, com a diferença de que o bem é de uso do contratante, porém, permanece no nome do banco até o fim do débito. No caso de um atraso de mais de 30 dias, a instituição financeira pode intimar o pagamento.

Após a notificação, o usuário deve realizar o pagamento em até 15 dias, caso contrário, perderá a posse do bem que retornará para o banco e será enviado a um leilão. É importante ressaltar que todo o valor pago anteriormente é perdido. Fique atento!

Posso me desfazer de um produto alienado?

É possível, porém, como o item está amarrado legalmente a instituição de crédito, você deve entrar em contato com a mesma e informar sua decisão. Desse modo, será dada a você todas as diretrizes que deverão ser tomadas para a venda do bem.

Lembre-se que vender o item não significa passar a dívida adiante. Na maioria dos casos, parte do dinheiro da venda é utilizado para quitar o empréstimo.

Quando eu devo optar pela alienação fiduciária?

O mais interessante da alienação fiduciária é a capacidade de entregar altas quantias com pequenas taxas atreladas a longos prazos parcelados de maneira a caber no seu bolso!

Se você tiver a opção de fazer a alienação fiduciária, é fortemente recomendável que o faça. As taxas de juros dos métodos antigos de tomada de crédito, como o cheque especial e o crédito pessoal estão entre as maiores do mercado.

Agora que você descobriu o que é alienação fiduciária, já não precisa ficar com medo quando seu consultor financeiro lhe propor a ideia. Lembre-se que apesar de vantajosa, essa modalidade exige uma boa organização financeira para proteger contra imprevistos.

Gostou do conteúdo? Então curta nossa página no Facebook e tenha acesso a ainda mais informação!

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos





Compartilhe sua opinião com a gente

opiniões